Olá

Bem-vindo a este blog, fico muito feliz com a sua visita. Receber amigos é algo que nos estimula e realiza.


segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Por trás de um grande homem tem sempre uma grande mulher...?

Eu sempre ouvi dizer que por trás de um grande homem tem sempre uma grande mulher. Essa frase sempre me incomodou muito e, nas vezes que falei desse incomodo, disseram-me que era a vaidade que não me deixava enxergar seu verdadeiro significado.
Procurei imaginar a mulher que estava por detrás desse grande homem, a mulher que no anonimato se apaga para fazer brilhar a luz do seu companheiro. Talvez estivesse exagerando, não fosse assim tão ruim ser o amparo, o suporte. Nada, neste mundo, fazemos de graça! Há que haver um ganho seja de que tipo for. Qual seria o ganho dessa mulher, importante para o crescimento do outro?
Eu vi mulheres que lavavam e passavam para ajudar nas despesas enquanto o marido ia para a universidade, vi outras que escreviam seus discursos, mantinham a casa em ordem, os filhos “na linha”, para que seus homens pudessem progredir em seus estudos e/ou profissões.
Conversei com mulheres, apagadas na vida, sobrevivendo da fama de seus amores. Heroínas, valentes, mas solitárias em seus sonhos e desejos. Orgulhosas, leoas em defesa do que sente como seu, mas sem nada de realmente seu. Se o homem se vai, morre ou desaparece nos braços de outra, deixa o amargor da desilusão, da frustração sem tamanho, da frase feita: “fiz tanto por ele...”
Eis outra frase incômoda, estranha, que denota  certo sadomasoquismo. Revela uma personalidade egoísta que não conseguindo fazer por si mesmo, enche o outro de feitos e dádivas esperando lambuzar-se em suas conquistas, tomando para si as glórias e as vitórias.
Por outro lado, há a esperança de ser notado, avaliado como cúmplice, mentor e benfeitor; o  desejo quase secreto de ser insubstituível, onipotente e dona daquela vida venturosa.
Pareço cruel, rigorosa demais?
Rigorosa, talvez, sempre corremos o risco de ser rigorosos quando falamos do outro, mas cruel... Crueldade maior é viver uma vida de sonhos que se realizam fora de nós, por transferência.
Não! Decididamente eu discordo de que por trás de um grande homem exista uma grande mulher. Existe, talvez, uma pessoa com uma autoestima fragilizada, uma criatura que se realiza no outro.
Acredito, sim, no caminhar lado a lado, por isso creio na mulher que eleva seu companheiro sem diminuir-se, que o ajuda a crescer sem limitar seu próprio crescimento. Aquela mulher que aplaude em pé seu homem, sem perder o seu momento de conquista. Existem muitas  mulheres que são companheiras, esteios, porto seguro, mas que não abrem mão de fazer brilhar a sua luz, realizando-se como pessoa, contribuindo para o seu desenvolvimento, mulheres comuns que se tornam raras por sua garra.
Para melhor ilustrar, trago dois exemplos de vencedoras que caminharam ao lado de grandes homens:
Anna Eleanor Roosevelt ,  Foi casada com Franklin Delano Roosevelt, presidente dos Estados Unidos. Não foi apenas a primeira dama, mas trabalhou na Cruz Vermelha e militou em favor dos direitos humanos. Com a morte do esposo, não desapareceu do cenário político porque tinha luz própria: foi designada embaixadora dos EUA na ONU. Ajudou a escrever a Declaração Universal dos Direitos Humanos, convencendo os integrantes da ONU da importância de sua proclamação  pelos países.


  
Zélia Gattai Amado (1916/2008), escritora, fotógrafa e “memoralista” (como se auto intitulava), foi esposa do escritor Jorge Amado. Trabalhou ao lado do marido, datilografando seus originais e o auxiliando no processo de revisão sem, contudo, deixar de estudar e aprimorar-se. Aos  63 anos começa a escrever suas memórias, tendo o primeiro livro da série, “Anarquista Graças a Deus”, transformado em minissérie da Rede Globo de Televisão.



Dessa maneira concluimos que a referida frase deveria ser inutilizada. Seria bem melhor se proferíssemos: "Ao lado de um grande homem tem sempre uma grande mulher" (e vice-versa), até porque toda conquista é mais saborosa quando bem compartilhada.

Safe Creative #1107079631148

19 comentários:

Lilian disse...

Olá amiga,

Parabéns pela postagem.

Texto excelente e exemplos citados, realmente valorosos.

Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Serenissima disse...

Minha amiga Bel!
Você disse tudo o que eu diria se tivesse o seu talento pra escrever.
O meu conceito de grande mulher é exatamente o que vc descreve, e os exemplos citados, não poderia ter escolhido melhor. Muito mais que Parabéns, digo: BRAVOOOOOOOOOO!!!!
Eu sempre repito essa frase "Ao lado de um grande homem tem sempre uma grande mulher"
(e vice-versa), como você tão bem acrescentou.

Abraço
Serenissima

Leila Franca disse...

Olá Bel,

Seu artigo está muito bem escrito e aborda um tema muito importante. Numa empresa onde trabalhei há anos atrás diziam que na sala da presidência haviam as fotos dos presidentes da empresa desde sua fundação e por trás de cada foto, sim levantando cada foto, havia a foto da esposa de cada um. Pra vc ver como esta frase já entrou debaixo da pele das pessoas.

Vivi esta situação em um dos meus 3 casamentos. Por isso gostaria de colocar um adendo a tudo que vc citou. A posição da mulher neste segundo plano, vivendo a vida do outro nem sempre é opção da mulher. Muitas vezes é uma pressão do meio. Num dos meus casamentos houve uma pressão familiar pra que eu ocupasse uma função semelhante a esta que vc se refere, coisa que não me adaptei. Era muita gente querendo que eu fizesse este papel, esperando por isso, não admitindo que eu pudesse não querer tamanha tarefa. A partir do momento que eu me neguei e quis minha vida própria, o casamento acabou. Então, o adendo que quero fazer é este. Nem sempre é a mulher que se satisfez com este papel, ela pode estar lá porque não conseguiu sair. Porque não é fácil. Pressionada, aos poucos ela vai perdendo a identidade. Ela não é mais ela, é a esposa dele. Vai enfraquecendo e o que sobra é uma casca. Mas como vc falou, existem as que gostam deste papel. Basta haver um homem de personalidade narcisista e uma mulher de personalidade dependente. Combinação perfeita.

Valéria disse...

Bel, maravilhoso texto.
Hoje em dia ainda existem muitas mulheres que fazem o papel por detrás da câmeras, e conheço algumas que são bem felizes assim! Questão de opção.
Descobri que não sirvo para este papel e sim para o segundo, de apoiar e ser suporte, mas sem esquecer que tenho vida, inteligência e capacidade de atuação.
Sempre corrigi esta frase, desde de que conheci o ditado... minha vó, ficava louca comigo, e isto eu tinha só 8 anos....
Eu falava assim: -Vó, você deveria estar ao lado do vovô e não atrás dele...
Beijo no coração Bel... adorei o texto!

30 e poucos anos. disse...

Concordo em 100% ... um homem precisa de uma mulher ao seu lado e não por trás.
A mulher é o complemento para a perfeita harmonia da vida

Isabel Ruiz, disse...

Leila, Comentário pertinente e muito inteligente, vindo sempre acrescentar/ilustrar.
Eu só tenho a agradecer: pela presença.
Fiquei imaginando as fotos das esposas atrás dos quadros, em um lugar que lhe é de direito: atrás das cortinas, invisível.
O seu depoimento me fez lembrar a história da penúltima esposa de Pablo Picasso. Ela se rebelou, não aceitou o papel de subserviência que ele lhe impunha. O grande artista quase morre, onde já se viu ser abandonado por uma mulher?...
Obrigada por seu comentário.
Beijos
Bel

Isabel Ruiz, disse...

Obrigada, minha linda Serenissima. Talento você tem de sobra.
Eu escrevi esse texto com muito carinho por essas mulheres maravilhosas que "matam um leão" por dia para defender seus entes queridos e que ainda sobem, incansáveis, a ladeira da vida em busca da auto-realização.
Beijo grande, amiga.
Bel

Isabel Ruiz, disse...

Obrigada, amiga Lilian. O seu comentário é sempre muito bem-vindo.
Beijos
Bel

Isabel Ruiz, disse...

Olá, Valéria! Também conheço mulheres que aparentemente são felizes assim. Mas você reparou como se satisfazem em ser feliz através do desempenho do outro? Imagine a cobrança que isso gera. O outro tem sempre a obrigação de ser bem sucedido e agradecido. rs.
Obrigada, amiga, pelo comentário.
Ah, vovó deve ter pensado: eis aqui uma pequena revolucionária! rsrs
Beijos
Bel

Isabel Ruiz, disse...

30 e poucos anos, muito obrigada pela participação. Adorei!
Abraços
Bel

JORNALISMO ANTENADO disse...

Olá querida Isabel, nossa que belíssimo texto, se um dia eu conseguir escrever metade do que você escreve estarei feliz minha amiga.
Essa frase é o extremo do machismo na minha opinião, uma mulher nunca deve viver sua vida a partir do seu companheiro. A pessoa ter sua identidade é algo primordial, soms seres independentes que se unem em amor, conveniência, tesão, amizade, enfim, por algum motivo, mais inda assim, seres únicos, cada qual com seus desejos, sonhos, metas, aspirações pessoais e profissionais. A frase correta seria sim "ao lado de um grande home existe uma grande mulher (e vice versa)".Ai sim seria justo , porque juntos eles trilharam uma vida em comum paralela às suas próprias onde um se preocuparia com o bem estar do outro, para não cair na situação apresentada naquele conta da Lya que postei outro dia.
Importante post, digno de aplausos. Parabéns minha amiga!
Beijos
Márcia Canêdo

Isabel Ruiz, disse...

Querida Márcia, você é muito bondosa e me vê com olhos de amizade. Seus textos são maravilhosos e eu admiro sua criatividade e escrita.
Você disse bem: "somos seres independentes que se unem em amor, conveniência, tesão, amizade..." sem deixar de manter a individualidade.
Obrigada, amiga, pelo comentário e pelo carinho.
Beijos
Bel

Edvalter disse...

ÓTIMA MATÉRIA, TALVEZ O "POR DETRÁS" TENHA SIDO A VOSSA QUESTÃO, O QUE NA VERDADE QUERERERIA DIZER O QUE DISSESTES REALMENTE, AO LADO, AO LADO COMO A COSTELA NARRADO NO SÁBIO LIVRO DA BÍBLIA, AO LADO PARA EQUIPARAR. MAS REALMENTE O HOMEM SEM UMA MULHER "AO LADO" NÃO BRILHA JAMAIS. LINDO, LINDO TEXTO ISABEL, PARABÉNS!!

MARIO DE SOUZA disse...

Ola bel, é sempre um prazer ler as suas postagem, concordo com vc quando diz que a frase deveria ser
"ao lado de um grande homen tem sempre uma grande mulher".
belo post.
abraços.

Rosana Madjarof disse...

Isabel,

Parabéns pelo excelente texto.

Não tenho muito mais a acrescentar ao seu texto, pois você conseguiu transcorrer com riqueza de detalhes sobre o tema proposto.

A única coisa que eu diria é que ao lado de um grande homem sempre há uma grande mulher, pois se esta estiver atrás deste grande homem, ele não será um grande homem.

A mulher é o esteio, e o homem precisa da força e da garra da mulher para seguir em busca de seus objetivos.

Adorei!

Bjs.

Rosana.

Isabel Ruiz, disse...

Rosana.
Você tem razão, um homem que aceita que sua mulher esteja sempre atrás dele, que não procura tê-la ao seu lado como companheira e cúmplice, jamais será um grande homem, porque a grandeza está na humildade de reconhecer que precisamos um do outro (homens e mulheres).
Obrigada pela participação.
Beijos
Bel

Ebrael Shaddai disse...

Bel,

Tô aqui boquiaberto!! E não é por ser homem...mas por vc ter falado a verdade da forma intensa e significativa como falou!!

Mas...sempre existem os dois lados da moeda!! Existem os homens tbm que fazem tudo pela esposa, trabalham, estudam e sonham para manter a vaidade social de uma mulher que talvez não seja tão "grande" assim, ou que não valha todo o seu empenho. E dessas mulheres existem montes e montes por aí...

Sim, concordo e assino embaixo: todos são estrelas em seu Interior, e nascem para fazer brilhar sua luz, por um mundo melhor, para serem úteis e se realizarem como talentos vivos. Nada mais a acrescentar!!

Demais seu texto!!!

Bjs de seu amigo,

Ebrael.

Histórias & Estórias disse...

Bel,

As pessoas caminham juntas ou separadas. Só isto. E nunca por trás.

Penso que cada um desempenha um papel quando companheiro de alguém. Então, como é estar atrás de alguém se você o alimenta de todas as formas? Se você, homem ou mulher, é o esteio? E o que é o esteio senão a raiz? A base? O que dá sustentação?

Estar submisso à alguém é anulação. E se é nulo não existe.

Anônimo disse...

Por trás de um grande homem normalmente tem uma grande mulher sim, mas não uma grande Amélia e sim uma mulher muito exigente que faz com que o homem ponha em prática todo o seu potencial. O ensaio de Maria Rita Kehl explica melhor essa minha opinião: http://members.tripod.com/~au_au/amelia.htm