Olá

Bem-vindo a este blog, fico muito feliz com a sua visita. Receber amigos é algo que nos estimula e realiza.


sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Vencendo o medo de falar em público - final

Aquele que quer fazer uma boa apresentação, precisa ter especial cuidado com a postura. Pouco adianta um bom texto, roupas elegantes se o Orador tiver uma postura incorreta ou apresentar muitos vícios de linguagens.

Preparei um pequeno resumo com algumas dicas de postura que podem ser treinados:
Pernas:
Em pé -> de frente para o público, apoiado nas duas pernas, pés ligeiramente afastados, joelhos levemente flexionados. Para as mulheres, recomenda-se colocar uma perna um pouco à frente da outra. Fica mais elegante.
Sentado -> pernas cruzadas ou os dois pés no chão. Essa última posição facilitará os movimentos em uma argumentação.
Braços e Mãos:
Existem algumas atitudes que podem ser interpretadas como insegurança, medo ou defesa, como por exemplo, falar com as mãos no bolso ou com os braços cruzados.
Não gesticule abaixo da cintura ou acima da cabeça. São movimentos que parecerão mais uma dança do que propriamente uma palestra. Movimentos altos, além de tudo, escondem o rosto do Orador.
É preciso, também,  ter cuidado com movimentos como coçar a cabeça, o nariz, sacudir as pernas, balançar os pés, andar demais de um lado para outro ou ficar indo para frente e para trás, em movimentos de vai e vem.
Olhe sempre na direção em que deseja projetar a voz.
Outra dica importante: não segure canetas, lápis, óculos ou outros objetos. Passados de uma para outra mão durante a palestra , torna-se inexpressivo e pode irritar a platéia e/ou desviar a atenção.
Importante:
Especial cuidado com a dicção. Faça exercícios para falar melhor e com clareza. Corrija vícios de linguagem como: né, então, "ãããããã"
Um bom treinamento são os famosos "trava língua". Por falar nisso, aqui vai alguns bem interessantes:
O mameluco melancólico meditava e a megera megalocéfala macabra e maquiavélica mastigava mostarda na maloca miasmática. Migalhas minguadas de moagem mitigava míseras meninas;
Galhudos, gaiolos, estrelos, espácios, combucos, cubetos, lobuns, lompardos, caldeiros, cambraias, chamurros, churriadas, corombos, cornetos, boicalvos, borralhos, chumbadas, chitados, vareiros, silveiros.
Façam os exercícios procurando articular bem as palavras. Se possível faça com uma caneta ou lápis entre os dentes.
E importante lembrar para o uso correto das palavras como por exemplo:
aura e áurea; mas e mais; mendigo (e não mendingo), sobrancelhas (e não sombrancelhas) etc.
Na dúvida pesquisar em Dicionários (o grande amigo do Orador).
Espero que estas dicas tenham sido de algum proveito. Me coloco a disposição em caso de alguma dúvida.

Indicação de leitura: "Super dicas para falar bem em conversas e apresentações". Autor: Reinaldo Polito.
Editora Saraiva.

8 comentários:

Mr.Jones disse...

Bel, eu nao tenho medo de falar em publico, porem, eu tenho uma mania de gesticular e muito enquanto eu falo. E essa mania é uma que eu nao suporto. ahahahah
e curti sua excelente materia.
bjs

Ebrael Shaddai disse...

Isabel,

Eu raramente falei a muitas pessoas. Realmente, sou um pouco ansioso e suo um pouco (paara todos, eu derreto, kkk). Preciso mesmo retificar meu timbre de voz, pois quando precisar, eu que sou fumante ainda, vou passar apuros!!

Imagino qu exercícios de dicção como esse, assim como leitura de textos complexos e cheio de vozes pessoais, poderiam ser acompanhados de um microfone com rec-player no PC, para quem tenha, Pode vir a ser ótimo auxílio!!

Bjs!

JORNALISMO ANTENADO disse...

Oi Bel, sabia que falaria sobre gesticular.. num sou filha de italiano, mais falo com as mãos como eles..rs
Olha quero te parabenizar pelas dicas, adorei a série, se me excedi nos comentários perdoe..rs
BEijos , te adoro viu!
Márcia Canêdo

LISON disse...

Saudações!
Que Post Fantástico!

Amiga Bel, gostei muito da explanação para se aprender a perder o medo quando falar para o público...em especial a recomendação do “trava língua”.
Quando vou falar eu consigo ver antecipadamente uma espécie de filme em quadrinhos daquilo que vou dizer.
Parabéns pelo excelente Post!
Abraços,
LISON.

Derleit disse...

Muito boa explicação é muito importante saber se comunicar.
Suas dicas estão ótimas.

Abraço!

João Poeta disse...

Embora já tenha feito um curso de técnica de apresentação e oratória, no SENAC, gostei muito de ler a matéria para recordar algumas instruções.
A boa dicção é realmente um fator que pesa em muito em uma oratória. Não só a dicção, mas o rítmo e as pausas no discorrer da palestra.
parabéns pelo post.
João

CINTHIA VIEIRA disse...

Parabéns pela iniciativa de ajudar-nos não retendo o seu conhecimento. Continue transmitindo tão importantes ensinos. Obrigada

Isabel Ruiz, disse...

Obrigada, Cinthia, pela visita e pelo comentário. Volte sempre! Beijos